domingo, 11 de outubro de 2009

Isso me lembra alguém...


Sabe aqueles livros ou cenas que parecem terem sido recortados da sua vida? Aí vai uma que tem um pouquinho de mim. Está em "Comer, Rezar, Amar", de Elizabeth Gilbert(Objetiva, 342 páginas). "Meus pais, por sua vez, têm uma pequena fazenda, e minha irmã e eu fomos criadas trabalhando. Aprendemos a ser fortes, responsáveis, as melhores alunas da turma na escola, as babás mais eficientes e organizadas da cidade, o perfeito modelo em miniatura de nossos pais, dois verdadeiros canivetes suíços, nascidas para executar todo tipo de tarefa. Havia muita diversão na minha família, muito riso, mas as paredes eram cobertas por listas de coisas a fazer, e nunca vivi nem presenciei o perfeito ócio nem uma vez em toda a minha vida".

Nenhum comentário: