sexta-feira, 25 de junho de 2010

As novidades de Marcia Tiburi


Nesta semana, Marcia Tiburi esteve em BH para falar de seu livro "O Manto", no projeto Sempre Um Papo. Um calhamaço de 600 páginas que conta a história de uma mulher que recebe de herança da mãe um velha casa. No armário do imóvel ela encontra uma caixa com nove fitas gravadas pela mãe, contando momentos de sua vida. A filha se propõe a juntar as histórias, como uma manta e escrever um livro.  A obra fecha a série Trilogia Íntima, junto com os romances "A Mulher de Costas" e "Magnólia". "Em comum, é a exploração do íntimo, um lugar quase em extinção que só pode ser encontrado por meio da solidão. Tenho o Movimento dos Solitários, em que apenas eu sou faço parte. E quem se dispõe a ler um livro de 600 páginas é porque quer muito ficar sozinho, eu acho", se diverte a escritora.

No evento, ela contou que se desligou mesmo do Saia Justa, do canal GNT, programa que participou por cinco anos. "Acho que tudo tem validade, venceu nosso prazo. Fica agora apenas a Monica Waldvogel. Estou com um projeto para outra TV". Durante o tempo que ficou no canal, escreveu o livro "Olho de Vidro" com lançamento previsto para o ano que vem. Está finalizando outro romance "A Fábula do Imperador Chinês", que conta a história de uma paleontóloga que se casa com um imperador chinês empalhado. "Papo de filósofa mesmo, né? Afinal, tem muitas mulheres casadas com homens empalhados", brinca, falando com um público de 200 pessoas, no auditório da Cemig.

Atenciosa, conversou com o programa Agenda, da Rede Minas, e foi ao estúdio do Bazar Maravilha, na rádio Inconfidência.

2 comentários:

Augraca disse...

Muito bacana sua matéria sobre Marcia Tiburi, em BH,para o programa Sempre um Papo.

Anônimo disse...

Oi! Obrigada pela visita!