segunda-feira, 29 de novembro de 2010

ApromBH tem nova diretoria



Por unanimidade de votos, o advogado Luiz Fernando Valladão Nogueira é o presidente eleito da Associação dos Procuradores do Município de Belo Horizonte – ApromBH, para o biênio 2011/2012. “O primeiro passo à frente da entidade será a concretização da Escola Superior da Aprom, a Esaprom, que irá realizar encontros e cursos jurídicos em parceria com outras entidades de Minas, com o objetivo de preparar e profissionalizar ainda mais estudantes e profissionais da área jurídica”, adianta Valladão, que acumula mais de 20 anos de experiência no exercício da profissão.

O presidente anterior, advogado Fernando Couto Garcia, passa o cargo para a nova diretoria composta pelos advogados Márcio Santos, vice-presidente; Paulo Antônio Monteiro de Castro, diretor secretário; Marcelo Veiga Franco, diretor técnico-jurídico; Lucienne Pitchon, diretor social; e Gleyton Prado, diretor tesoureiro. A cerimônia de posse ocorre no dia 01 de dezembro, quarta-feira, às 19h, no Nacional Clube, Bairro Cidade Jardim.


Serviço:
Posse nova diretoria ApromBH
Data/Horário: 01 de dezembro, quarta-feira, às 19h
Local: Nacional Clube –Rua Josafá Belo, 100, bairro Cidade Jardim
Informações: (31) 3245.7018

Informações para a imprensa
Jozane Faleiro
(31) 8828 0906

Cristina Sanches
(31)  8219-4488 | 8489 2098
contato@cristinasanches.com

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Christiane Torloni em: A Loba de Ray-Ban

Em uma noite, um espetáculo de teatro é interrompido pela atriz principal, que assume o clímax de sua crise existencial e afetiva diante do público. Escândalo. Revela-se o triângulo amoroso vivido por ela, envolvendo o ex-marido e sua atual amante, ambos atores da sua Companhia Teatral. Um espetáculo que proporciona uma brilhante discussão sobre moral e relacionamento amoroso, no qual o público participa do cotidiano dos camarins e coxias de um teatro. E a plateia vai testemunhar um desafio de interpretação, vividos por Christiane Torloni como Julia Ferraz, a atriz-empresária, e por Leonardo Franco e Maria Maya, o ex-marido e a amante.  A Loba de Ray-Ban” fica em cartaz no Palácio das Artes, dias 04 e 05 de dezembro, sábado, às 21h e domingo, às 20h.

Este espetáculo encerra a programação do projeto Teatro em Movimento da Rubim Projetos e Produções, que visa incluir Belo Horizonte e cidades do interior no roteiro dos grandes espetáculos em cartaz no eixo Rio-São Paulo. “A Loba de Ray-Ban” conta com o apoio institucional do Instituto Unimed-BH e apoio cultural da Porto Seguro.

A montagem narra a história de um triângulo amoroso que vive situações convencionais e de bissexualidade. Os personagens envolvidos são atores, fazem do teatro sua profissão e seu sacerdócio. São seres apaixonados e apaixonantes, são capazes de assumir a persona de verdadeiros monstros sagrados e resvalar o mais baixo do melodrama humano.  São objeto de curiosidade de todo tipo de voyerismo, portanto irresistíveis.

Nesta versão, passados 22 anos, os papéis se invertem. Christiane Torloni passa a fazer o papel que era de Raul Cortez. Leonardo Franco o que era de Christiane e o papel do jovem ator, representado por Leonardo, agora será feito pela jovem atriz Maria Maya.

Diretor José Possi Neto
Para o diretor José Possi Neto, a semelhança das duas montagens é o texto de Renato Borghi, apaixonado, contundente, ousado e desafiador. “As diferenças são todas. Eu não sou o mesmo Possi de 22 anos atrás, Christiane e Leonardo também não o são, crescemos e amadurecemos como artistas e como seres humanos. Versamos sobre o mesmo tema, A paixão, na vida e na profissão. Expomos cruamente um triângulo amoroso, mas a emoção que permeia este trabalho tem outro tônus comparado àquele que se instaurou na encenação de 87. Lidamos agora com outro triângulo de atores, portanto outra química se estabelece. Resultado previsto? Novas emoções, nova estética”, afirma o diretor.


Autor Renato Borghi
Renato Borghi conta que escreveu as duas versões na mesma época. Dina Sfat, que acompanhava algumas leituras durante a construção da versão masculina, lhe pediu para escrever uma versão feminina para ela. Borghi então resolveu transformar o Lobo em Loba. Entretanto, ao iniciar o trabalho, se viu diante de um grande desafio, pois não se tratava apenas de criar uma versão feminina e sim de reescrever todo o texto, já que o conflito passou a ser embasado por sentimentos completamente diferentes, uma vez que A Loba de Ray-Ban traz como protagonista uma mulher, ao invés de um homem. Além disto, se fez necessária uma pesquisa detalhada dentre alguns dos principais textos da dramaturgia mundial, pois para construir a sua LOBA, Renato teve que substituir referências e cenas de outras peças que utilizava no LOBO e que são fundamentais para fortalecer o conflito de seus personagens. Por exemplo; no Lobo, o espetáculo que a companhia representa é Ricardo III de W. Shakespeare. Na Loba é Medeia de Eurípedes. Em uma das principais cenas (a do teste), Renato utilizou, em o LOBO, “Eduardo II” de Shakespeare, e na LOBA, “As Criadas” de Jean Genet. “Quando o texto ficou pronto, oito meses depois, Dina estava muito doente e não tinha condições de encená-lo. Resolvi mostrar o texto ao Raul que o agarrou imediatamente - como um lobo”, completa Renato.

Ator e produtor Leonardo Franco
A primeira montagem foi um divisor de águas para o ator Leonardo Franco que viu sua vida profissional transformada após atuar ao lado de Raul Cortez. “Contracenar com Raul me deu coragem, me fez ter atitude e comprometimento com a arte de representar. Naquele momento soube que direcionaria minha vida profissional para a solidez e consistência, buscando sempre fazer as escolhas certas, mesmo que com isto o caminho ficasse mais longo”. Leonardo está atingindo seus objetivos - é o idealizador do Centro Cultural Solar de Botafogo, reduto de importantes montagens teatrais no Rio de Janeiro.

Atriz e produtora Christiane Torloni
Parceiros de palco na primeira e segunda encenação, Leonardo e Christiane são os produtores dessa montagem e consideram esse texto uma jóia da dramaturgia nacional. “O teatro é o personagem principal deste espetáculo. Ele nos permite a loucura, por isso nos salva. Os personagens são certos, errados, bonzinhos, bandidos... São lobos, lobas”, afirma Torloni. Sobre fazer as duas versões da peça ela diz que acontece uma coisa interessante que é como se acompanhasse a alma dos personagens por esses 22 anos de distância entre as duas montagens e percebe que a alma não tem sexo e que a sexualidade é um código.

Atriz Maria Maya
Maria Maya que entrou no elenco por meio de teste diz estar nessa peça por superposição mágica: “Eu cheguei através de um teste e quando fui escolhida ainda não havia a novela (Caminho das Índias). Foi uma casualidade de filha, na novela, virar amante de Christiane no espetáculo. A peça é como um drama, mas os personagens não são sofredores... É um drama contemporâneo”, opina.

Perguntados com qual sensação gostariam que o espectador saia do teatro, os três atores foram unânimes: “Com tesão!”.
  

FICHA TÉCNICA
Texto: RENATO BORGHI II Direção: JOSÉ POSSI NETO II Elenco: CHRISTIANE TORLONI, LEONARDO FRANCO, MARIA MAYA E RENATO DOBAL II Cenário: JEAN-PIERRE TORTIL II Figurino e Visagismo: FABIO NAMATAME II Iluminação: JOSÉ POSSI NETO II Trilha Sonora: TUNICA e ALINE MEYER II Preparação Corporal: SUZANA MAFRA II Programação Visual e Curadoria: DENISE MATTAR II Fotos: LUIZ TRIPOLLI E LENISE PINHEIRO II Direção de produção: ELZA COSTA e EDINHO RODRIGUES II Realização: CHRISTIANE TORLONI e LEONARDO FRANCO II Produção Local: RUBIM PRODUÇÕES II Assessora de imprensa local: JOZANE FALEIRO

Serviço
A Loba de Ray-Ban, com Christiane Torloni e elenco
Classificação: 14 anos
Duração: 100 minutos
Dias 04 e 05 de dezembro, sábado, às 21h e domingo, às 20h
Local: Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537, Centro
Informações: 31 - 3236-7400
Ingressos: Plateia I - R$ 60,00 inteira – R$ 30,00 meia entrada (válida de acordo com a lei)
                     Plateia II – R$ 50,00 inteira – R$ 25,00 meia entrada (válida de acordo com a lei)
                     Blacão – R$ 40,00 inteira – R$ 20,00 meia entrada (válida de acordo com a lei)



Informações para a imprensa:
AB ComunicaçãoJozane Faleiro
(31) 32611501 / 92046367 – jozane@ab.inf.br

Festa dos advogados

Na próxima sexta-feira, dia 26 de novembro, seis das principais entidades que representam os advogados mineiros realizam um evento de confraternização de final de ano. O objetivo é proporcionar à categoria um momento de descontração e debate sobre os diversos assuntos que expuseram a classe durante 2010. “O momento da advocacia exige um debate e uma troca de ideias sobre a ética do profissional e a credibilidade do mesmo perante a sociedade. Além dos colegas veteranos, esperamos receber também um número grande de jovens advogados, porque é no âmbito das entidades que eles podem se relacionar e se sentirem mais estimulados no exercício da advocacia”, explica Luiz Fernando Valladão Nogueira, que assumirá a presidência da Associação dos Procuradores do Municício de Belo Horizonte (ApromBH) no dia 01 de dezembro.  A entidade agrega os advogados do município de Belo Horizonte com o objetivo de defender suas prerrogativas e reivindicar seus direitos. Além da Aprom, participam da organização do evento o Clube dos Advogados de Minas Gerais, o Instituto Brasileiro de Direito de Família – MG (IBDFAM-MG), a Associação Nacional dos Advogados da União – MG (ANAUni-MG) , a Associação dos Defensores Públicos -MG (Adep-MG),  Instituto dos Advogados de Minas Gerais (IAMG), a Associação Nacional dos Procuradores Federais (Anpaf) e Associação dos Advogados de Minas Gerais (AAMG). Na oportunidade, haverá sorteios de livros jurídicos de autores renomados nacionalmente.
  
Serviço:
Confraternização dos Advogados de Minas Gerais
Data/Horário: 26 de novembro, sexta-feira, às 21h
Local: Salão Júbilo – Rua Rio Negro 555, Bairro Prado
Convites e informações: (31) 33373087

Informações para a imprensa
Jozane Faleiro
(31) 8828 0906

Cristina Sanches
(31)  8219-4488 | 8489 2098
contato@cristinasanches.com

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A Grande Volta em Brasilia

O projeto Teatro em Movimento, de Tatyana Rubim, com sede em Belo Horizonte, retorna a Brasília com o patrocínio da Norsul. O espetáculo escolhido para dar início à série de montagens que visitará a capital nacional é a comédia dramática “A Grande Volta”, do belga Serge Kribus, última tradução de Paulo Autran, que começou a preparar a sua montagem, em 2001. O grande sucesso de Visitando o Sr. Green acabou por mudar os planos de Autran. No entando, a montagem que tanto interessou o grande mestre ganhou direção de Marco Ricca e traz no elenco os atores Fúlvio Stefanini (indicado ao prêmio Shell de melhor ator em 2010) e Rodrigo Lombardi, que interpretam pai e filho, protagonistas de uma história que fala de amor, comprometimento, medo, solidão, sonhos, falhas e de um belo encontro. O espetáculo fica em cartaz no Teatro Nacional, sala Villa Lobos, dias 27 e 28 de novembro, sábado e domingo.

A peça tem cenografia de André Cortez, figurinos de Letícia Barbiere, iluminação de Maneco Quinderé, trilha sonora de Eduardo Queiroz e produção de Germano Soares Baia e Giuliano Ricca. A Grande Volta (Le Grand Retour de Boris S.) foi escrita em 2000, sendo montada com sucesso de público e crítica na França, Bélgica, Suíça, Argentina, entre outros países. O espetáculo foi originalmente dirigido por Marcel Bluwal no Teatro de l’Œuvre, recebendo Prêmio Beaumarchais, Prêmio da Crítica, Prêmio da Francofonia da SACD, Prêmio Lucien Barrière e a nomeação para os Molières 2001.


SINOPSE
 O momento é de crise para o publicitário Henrique (Rodrigo Lombardi): ele acaba de perder o emprego, sua esposa o deixou levando o filho pequeno, e, para completar, seu pai Boris (Fúlvio Stefanini), sem aviso prévio, mudou-se para sua casa. Boris é um ator velho, ultrapassado, há muito tempo fora dos palcos, que acaba de ser chamado para viver um personagem clássico - e dos mais importantes da dramaturgia mundial: o Rei Lear, de Shakespeare.

A peça de Serge Kribus, tocante e muito bem construída, explora a relação entre pai e filho e as questões de identidade delas decorrentes. O tom às vezes irônico e rude leva, a uma profunda humanidade. Nós somos o que somos, mas também aquilo que os nossos pais nos transmitiram. Henrique não pode fugir de seu pai, apesar do profundo desejo que ele tem de distanciar-se dele. A verdade está aí, os dois homens se parecem. Como em um espelho, pai e filho devolvem um para o outro o mesmo discurso, os mesmos erros, o mesmo medo e a mesma loucura.

A história ameaça transformar-se em tragédia, porém, com sensatez, dela se afasta e se encontra na comédia dramática, com a densidade sentimental habilmente recheada de certeiros toques de humor.

FÚLVIO STEFANINI
Com mais de 50 anos de carreira, o ator paulistano tem seu nome associado a diversos espetáculos de grande sucesso no teatro: As Feiticeiras de Salém, Toda Donzela Tem um Pai que é uma Fera, Quem Tem Medo de Virginia Woolf ?, Oh! Que Delícia de Guerra, O Versátil Mr. Sloane, A Venerável Madame Goneau, Meno Male, Sua Excelência, o Candidato, Caixa 2 e Até que o Sexo nos Separe, entre muitos outros. Na televisão, a partir de 1956, foram dezenas de papéis em teleteatros, novelas e minisséries, alguns inesquecíveis como o conquistador Tonico Bastos, em Gabriela (1975).

RODRIGO LOMBARDI

Entrou para o Grupo Tapa em 1999, onde participou de espetáculos como A Mandrágora. Em 2006, fez parte do grande elenco de Ricardo III, dirigido por Jô Soares, e estrelado por Marco Ricca, Denise Fraga e Glória Menezes. Em televisão, teve imenso sucesso como o personagem Raj, em O Caminho das Índias, de Glória Perez. Atualmente, interpreta o executivo Mauro, em Passione, da TV Globo.

MARCO RICCA
Ator e diretor de teatro, cinema e televisão. No palco, como ator em Os Pequenos Burgueses, Dois Perdidos numa Noite Suja, A Gaivota, Closer, 3 Versões da Vida e Ricardo III. Como diretor de teatro, fez os espetáculos Ufa, que perigo; Brincando na Chuva, Oeste, O Afogado, Shopping e Fucking e Senhor das Flores. No cinema, como ator em O Caso Morel, O que é isso, companheiro, O Invasor, O casamento de Romeu e Julieta, O Coronel e o Lobisomem, Crime Delicado e A Via Láctea. Em 2009, dirigiu seu primeiro longa-metragem, Cabeça a Prêmio.

SERGE KRIBUS
Serge Kribus nasceu em 1962 na Bélgica. Estudou artes cênicas no conservatório de Bruxelas e em 1980 mudou-se para Paris, trabalhando com sucesso como ator, diretor de cinema e televisão, e dramaturgia. Recebeu inúmeros prêmios importantes, entre eles o Prêmio Molière de melhor Autor, e o principal prêmio da Sociedade de Autores Franceses. Serge Kribus recebeu em 2006 o prêmio Teatro de SACD para L’Amérique, peça para a qual ele foi nomeado para os Molières em 2006 na categoria Melhor autor. Seu último texto Infamies acabou de ser lido na Comédie Française no âmbito Das Pequenas Formas da Comédia Francesa.

FICHA TÉCNICA: Texto: Serge Kribus / Tradução: Paulo Autran / Direção: Marco Ricca / Elenco: Fúlvio Stefanini e Rodrigo Lombardi / Cenografia: André Cortez / Figurinos: Leticia Barbiere / Iluminação: Maneco Quinderé / Trilha Sonora: Eduardo Queiroz / Fotos: João Caldas / Fotos de Estúdio: Jairo Goldflus / Programação Visual:  Bummub / Assistente de Direção: Luciana Azevedo / contrarregra: Renato Orbite /técnico de Luz: Adriano Tosta / técnico de som: Felipe Alexandre / Camareira: Conceição Telles / Lei Rouanet: Sonia Odila / Administração Financeira: Argemiro Meirelles Neto /  Assistente de Produção: Thiago Oliveira / Produção Executiva: Carmem Oliveira / Produtores associados: Germano Soares Baia e Giuliano Ricca / Realização: Ricca Produções Artísticas / Produção local: Rubim Produções

SERVIÇO: A Grande Volta
Duração: 75 minutos
Classificação Etária: 12 anos
Dia/Hora: dias 27 e 28 de novembro, sábado às 21h e domingo às 20h
Local: Teatro Nacional – sala Villa Lobos (Setor Cultural Norte Via N 2 - em frente ao Conjunto Nacional de Brasília)
Informações: (61) 3325.6239
Ingressos: R$ 60,00 inteira e R$ 30,00 meia entrada

Assinantes do Correio Brasiliense pagam têm 50% no valor do ingresso.

Informações para a imprensa:
Jozane Faleiro (31) 3261.1501 / (31) 9204.6367 

Marisa Orth canta em BH


Marisa Orth volta aos palcos de Minas Gerais com o show inédito ‘Romance’, que mistura música, texto, improvisação, emoção e humor, muito humor. No roteiro, canções que vão de Hildon à Tim Maia, de André Abujamra à Roberto Carlos, passando por Rita Lee, Erasmo Carlos e tantos outros que traduzem em suas composições as dores e delícias de uma história de amor. Com direção geral de Natália Barros, ex-integrante da Banda Luni, grande sucesso nos anos 80 da qual Marisa Orth também participava, o ‘Romance’ resgata as histórias de amor versadas nas letras das músicas que cantamos e que muitas vezes não notamos o romantismo nelas contido. Objetos de cena do acervo pessoal de Humberto e Fernando Campana e os figurinos de Fábio Namatame completam a viagem que o show se propõe. No palco, Orth é acompanhada pelos músicos Marcos Camarano (guitarra), Alê Prade (teclados), Paulo Bira (baixo), Carneiro Sândalo (bateria) e Hugo Hori (sopros). O show ‘Romance’ tem única apresentação no Palácio das Artes, dia 20 de novembro, sábado, às 21h. No domingo, dia 21, é a vez de Nova Lima receber Marisa Orth, às 20h30, no Teatro Manoel Franzen de Lima.  A apresentação em BH tem o apoio institucional do Instituto Unimed-BH.

A montagem estreou em 12 de junho de 2008, no Café Uranus, na Barra Funda em São Paulo, espaço que remete a um cabaré. A idéia inicial do projeto, foi de uma peça de teatro apresentada como um musical. Mas com o sucesso, acabou, também, gerando um CD de estreia intitulado Romance Vol. II, lançado em agosto de 2009. Por ser uma peça de teatro musical, entre uma música e outra, Marisa Orth conversa, interage e brinca com o público.

Romance, por Marisa Orth

Escolhi músicas que falam de amor.  Todas na primeira pessoa. A idéia, inspirada em mim mesma e na data de estreia, o dia dos namorados, é falar de romance... As historinhas que inventamos, aquelas que vivemos e as histórias que gostaríamos de ter vivido. As canções, em sua maioria populares brasileiras, versando sobre os vários momentos de vida pelos quais passamos.  Atire a primeira pedra quem nunca os viveu. Humor, participação da platéia e momentos de emoção de verdade são a nossa despretensiosa intenção. Entremeando as canções, um pouco de conversa e improviso. As músicas? Tim Maia, Rita Lee, Hildon, André Abujamra, Erasmo Carlos... Para mim é puro prazer.  Por isso mesmo o maior desafio. E, é claro, que tem que ter final feliz, como toda bela história de amor.  E, se estivermos juntos, melhor... muito melhor. Obrigada pela atenção!

Ficha Técnica:

Argumento e voz: Marisa Orth II Direção Geral: Natalia Barros II Teclados: Alê Prade II Bateria: Carneiro Sândalo II Baixo Acústico: Paulo Bira II Guitarra: Marco Camarano II Sopros: Hugo Hori/Fernando Bastos II Roadies: Eduardo Ohata II Fotos: Priscila Prade II Camareira: Luana Santos II Objetos de cena: Acervo pessoal Humberto e Fernando Campana II Móbile: Mana Bernardes II Projeto gráfico: Sis Estudio  Fotos Priscila Prade  Figurinos: Fábio Namatame II Textos: Teté Martinho  
Iluminação: Jairo Mattos II Assessoria Jurídica: Francez e Alonso Advogados II Produção Executiva: Andréa Francez e Priscila Prade  Produção: Nicinha Produções Artísticas e Super Amigos Produções Culturais  II Produção local: Rubim Produções II Assessora de imprensa local: Jozane Faleiro

Serviço BH: Romance, com Marisa Orth
Classificação: 14 anos
Duração: 80 minutos
Dia 20 de novembro, sábado, ás 21h
Local: Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537, Centro
Informações: 31 - 3236-7400
Ingressos: R$ 60,00 inteira – R$ 30,00 meia entrada (válida de acordo com a lei)

Serviço Nova Lima: Romance, com Marisa Orth
Classificação: 14 anos
Duração: 80 minutos
Dia 21 de novembro, domingo, ás 20h30
Local: Teatro Manoel Franzen de Lima – Praça Bernardino Lima, s/n, Centro
Informações: 31 - 35425949
Ingressos: R$ 40,00 inteira – R$ 20,00 meia entrada (válida de acordo com a lei)


Informações para a imprensa
AB Comunicação – Jozane Faleiro
(31) 32611501 / 92046367

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Denise Fraga em BH

A atriz esteve em BH, Nova Lima e Timóteo a convite do Sempre Um Papo para lançar "Travessuras de Mãe". Antes do bate-papo na capital mineira, em outubro de 2010, ela falou com a TV Minas, esteve no Tutti Maravilha e na Rádio Itatiaia. Recebeu Globo, Rádio Guarani e TV Record. Confira as fotos de bastidor.