terça-feira, 9 de agosto de 2011

Você tem razão: nunca nos livramos do vazio - Frases em Ribamar, de José Castello

(...) "Estou de pé, isso não lhe basta? (...) Sou isso: um homem que se desfaz. E você me assiste".

(...) "Busco  palavras que, arredias, me fogem. As ideias falham e começo a sentir medo, não de você e de sua morte, mas de mim e de minha vida. Esquecendo-me de você, eu o abraço."

(...) "Você já não precisa de atos - trancos, apoio, abraços -, mas de palavras. Precisa encobrir o presente com a crosta dura do sentido. (...) E cabe a mim, com este coração cheio de sombras, ser o seu sol". (...)

(...) "Você lembra se, no Dia dos Pais de 1973, você deu as eu pai Carta ao Pai, de Kafka? (...)  É uma dessas lembranças nítidas, porque fracassadas. (...) A. me devolveu não um livro, mas um pedaço de minha história. Não sei se ele entendia a gravidade de seu gesto."

(...) "Quando vê que me cansei, diz: "Você pode arrastá-lo para um lado ou para outro. Não importa: ele estará sempre em algum lugar." Você tem razão: nunca nos livramos do vazio."

(...) "Torno-me a sentença que você proferiu."

(...) "Você continua com o rosto mergulhado no jornal, a mesma fome da realidade. Atento, como se, em um breve vacilo, o mundo pudesse lhe fugir. É preciso vigiar o mundo. (...)"

(...) Escritores são solitários. Estou na solitária." (...)

(...) "A expressão peixe morto me choca, pois evoca um assassinato. (...) Peixes, pai, você sabe, morrem pela boca, asfixiados pelas palavras que não conseguem dizer." (...)

(...) Só penso que a mesma coragem também lhe faltou.  (...) Para se debruçar sobre meu peito e chorar pelo que nós dois perdemos. (...) Esse vazio, que agora é só meu, me lembra um ringue abandonado. No fundo da plateia, dois lutadores, abarçados, se encolhem. Nós dois."

Trechos do livro Ribamar, do escritor e crítico literário José Castello. Para mim, palavra em seu lugar perfeito. Editora (Bertrand Brasil).

domingo, 7 de agosto de 2011

Se eu Soubesse - Chico Burque



Participação especial Thais Gulin, gentilmente cedida pela SOM LIVRE

Ah, se eu soubesse não andava na rua
Perigos não corria
Não tinha amigos, não bebia, já não ria à toa
Não ia enfim
Cruzar contigo jamais

Ah, se eu pudesse te diria, na boa
Não sou mais uma das tais
Não vivo com a cabeça na lua
Nem cantarei: eu te amo demais
Casava com outro, se fosse capaz

Mas acontece que eu saí por aí
E aí, larari, lairiri

Ah, se eu soubesse nem olhava a lagoa
Não ia mais à praia
De noite não gingava a saia, não dormia nua
Pobre de mim
Sonhar contigo, jamais

Ah, se eu pudesse não caía na tua
Conversa mole, outra vez
Não dava mole à tua pessoa
Te abandonava prostrado a meus pés
Fugia nos braços de um outro rapaz

Mas acontece que eu sorri para ti
E aí, larari, lairiri, por aí

Ouvir em www.chicobastidores.com.br
==

Thais Gulin: voz 
Chico Buarque: voz e violão
Luiz Claudio Ramos: violão
Jorge Helder: baixo
João Rebouças: piano
Paulo Sergio Santos: clarinete

Cristina Braga: Harpa

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Miguel Falabella chega a BH com A Gaiola das Loucas

A capital mineira está no roteiro da turnê nacional, iniciada em abril de 2011, do espetáculo Gaiola das Loucas, com Miguel Falabella e grande elenco. Por meio do Teatro em Movimento, a montagem faz curta temporada no Palácio das Artes, de 05 a 07 de agosto, sexta a domingo.

Escrita por Jean Poiret, para mais uma vez celebrar sua longeva e profícua parceria nos palcos com Michel Serrault, A Gaiola das Loucas (La Cage aux Folles) estreou em 01 de fevereiro de 1973, no Théâtre du Palais Royal, em Paris e imediatamente transformou-se num dos maiores sucessos da história do teatro francês,  ganhando traduções e adaptações pelo mundo todo, inclusive no Brasil, com impagáveis atuações de Jorge Dória e Carvalinho.

Somente em Paris, a peça foi vista por quase um milhão de espectadores nas duas mil apresentações que realizou. Em 1978, o texto de Poiret foi adaptado para o cinema, numa produção franco italiana (Ugo Tognazzi interpretou o papel de Poiret e Michel Serrault imortalizou nas telas sua brilhante Zazá).

A história é conhecida: Georges (Miguel Falabella) é o proprietário do cabaré "A Gaiola das Loucas", em Saint Tropez. O cabaré, famoso pelos seus shows de transformistas, tem sua vedete: a primeira e única Zazá, o transformista mais famoso de toda Riviera que, ao tirar a maquiagem, transforma-se em Albin (Sandro Christopher), com quem Georges mantém uma relação estável há mais de vinte anos. Na verdade, sua relação é tão solidamente estruturada que ambos tem um filho: Lourenço, fruto de uma aventura de Georges nos bastidores do Lido de Paris, quando ele era bem jovem. A jovem corista não quis criar o filho e Georges e Albin assumiram a tarefa. Lourenço, 24 anos, ao iniciar a comédia chega em casa com uma notícia avassaladora: vai se casar. Está perdidamente apaixonado por Anne e não há meios de dissuadi-lo desta idéia.   Até aí a coisa não seria tão grave, não fosse Anne filha única de Edouard Dieulafoi, presidente do PFTM, o Partido da Família, Tradição e Moralidade, que prometeu varrer do mapa os homossexuais da Riviera, no caso de ser eleito.
A partir daí, a trama constrói-se com excepcional dramaturgia com muito humor e os estratagemas inerentes ao gênero da farsa.
 
Elenco
Miguel Falabella – Georges
 Sandro Christopher - Albin / Zazá
Jorge Maya – Jacó 
 Davi Guilhermme - Lourenço
Carla Martelli - Anne Dieulafoi
Eliana Rocha - Xavière
Carlos Leça - Sr. Dieulafoi
Keila Bueno - Sra. Dieulafoi
Gustavo Klein - Francis, Mercedes e Cagelles

Comédia de Jean Poiret
Versão brasileira e direção: Miguel Falabella
Co-direção: Cininha de Paula
Figurinos: Claudio Tovar
Cenografia: Clivia Cohen

Classificação etária: 12 ANOS
Duração: 90 Minutos (COM 15 MINUTOS DE INTERVALO)
Gênero: COMÉDIA

Serviço BH – “A Gaiola das Loucas”, com Miguel Falabella
Dias: 05 a 07 de agosto, sexta e sábado às 21h e domingo às 19h
Local: Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537, Centro - BH
Ingressos: Plateias 1 e 2 – R$ 120,00 inteira e R$ 60,00 meia-entrada
Balcão: R$ 100,00 inteira e R$ 50,00 meia-entrada
Informações: (31) 3236-7400

Informações para a imprensa: Jozane Faleiro
(31) 3261.1501 / 92046367 – jozane@ab.inf.br