quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Deus da Carnificina - de 04 a 06, no Sesc Palladium

O projeto Teatro em Movimento, realizado pela Rubim Produções, traz para Belo Horizonte o maior sucesso da atual temporada teatral européia e americana, “Deus da Carnificina, uma comédia sem juízo”, em curta temporada, de 04 a 06 de novembro, sexta a domingo, no Teatro Sesc Palladium. Dirigido por Emilio de Mello, no palco, o elenco formado por Deborah EvelynJulia LemmertzOrã Figueiredo e Paulo Betti, vive dois casais adultos e civilizados que se encontram para resolver um incidente envolvendo seus filhos pequenos: um deles quebrou dois dentes do outro numa briga na praça. Nada que os pais não possam resolver. Mas às vezes, quando o verniz social que protege os adultos da selvageria se quebra, a polidez civilizada dá lugar a um campo de batalha, onde tudo pode acontecer.
Ao redor de uma colorida mesa feita com 160 mil peças de Lego, os quatro adultos tentam resolver a briga das duas crianças. O filho de Annette (Julia Lemmertz) e Alan Reis (Paulo Betti) quebrou dois dentes do filho de Verônica (Deborah Evelyn) e Michel Hortiz (Orã Figueiredo). No primeiro momento, os dois casais parecem dispostos a solucionar a questão civilizadamente. Mas quando a boa educação cede espaço ao egoísmo e à impulsividade, os quatro se colocam em situações constrangedoras. Deus da Carnificina (Le Dieu du Carnage, no original), da parisiense de origem argelina Yasmina Reza, desnuda o comportamento da classe média francesa com pontadas de uma ironia cômica.
Prêmios
Aclamada pelo público e aplaudida pela crítica, a montagem acumula prêmios: Julia Lemmertz acaba de ganhar o Prêmio Quem, na categoria Melhor Atriz de Teatro. A peça levou o Prêmio APTR de Teatro nas categorias de Melhor Atriz Protagonista (Julia Lemmertz), Melhor Iluminação (Renato Machado). O espetáculo está indicado ao Prêmio Shell de Teatro – Melhor Direção e Melhor Ator (Paulo Betti) e foi indicado como melhor espetáculo no Premio APTR.
Desde que foi encenada pela primeira vez em 2006, em Zurique, a peça “Deus da Carnificina, uma comédia sem juízo”, coleciona elogios da crítica internacional e prêmios pelo mundo. Na Broadway, a montagem, que teve no elenco Jeff Daniels, James Gandolfini, Hope Davis e Marcia Gay Harden, ganhou em 2009 três prêmios Tony, considerado o Oscar do teatro: o de melhor espetáculo, melhor direção e melhor atriz. A montagem em Londres, em 2008, no Teatro Gieguld, contou com Ralph Fiennes no elenco e levou o prêmio Laurence Olivier Award de melhor comédia. No mesmo ano, a encenação parisiense, no Teatro Antoine, foi estrelada por Isabelle Huppert e dirigida pela própria Yasmina Reza.
Yasmina Reza é considerada pela crítica especializada a maior autora teatral da atualidade. Argelina radicada na França, ela explodiu nos anos 90 com a peça “Arte”, sucesso em diversos países, inclusive no Brasil. Desde então, não parou mais. Um dos últimos textos apresentados no Brasil, “O Homem Inesperado”, dirigido por Emílio de Mello, com Paulo Goulart e Nicette Bruno, estreou em 2006 e foi indicado ao Prêmio Eletrobrás de Teatro nas categorias de melhor atriz e melhor direção. Numa época em que o mundo busca novas linguagens teatrais, “Deus da Carnificina, uma comédia sem juízo” mantém o sopro de renovação que a autora Yasmina Reza imprimiu à dramaturgia européia. O texto, como outros da autora, trata de desnudar o comportamento da classe média.
“Eu escrevo um teatro de tensão, porque as tensões nos governam. Meus personagens são pessoas educadas que pretendem manter a compostura. Mas também são impulsivos, não conseguem manter as regras que impuseram a si mesmos. E é precisamente essa luta contra si mesmo que me interessa”, diz Yasmina Reza, autora do texto.
Ficha Técnica
Texto: Yasmina Reza / Tradução: Eloisa Ribeiro / Direção: Emílio de Mello
Elenco: Deborah Evelyn, Julia Lemmertz, Orã Figueiredo e Paulo Betti
Direção de Produção: Cinthya Graber e José Carlos Furtado
Produção Executiva: Marcell Barboza / Cenário: Flávio GraffFigurino: Marília Carneiro / Iluminação: Renato Machado / Música original e projeto de som: Marcelo Alonso Neves / Produção nacional: Cinthya Graber e Nacho Laviaguerre / Produção local: Rubim Produções

Serviço:
“Deus da Carnificina, uma comédia sem juízo”
Com Deborah Evelyn, Julia Lemmertz, Orã Figueiredo e Paulo Betti.

Duração: 90 minutos
Local: Sesc Palladium – Av. Augusto de Lima, 240 – Centro – BH
Data e horário: 04, 05 e 06 de novembro. Sexta e sábado, 21h. Domingo, 20h.
Ingressos: R$ 50,00 inteira e R$ 25,00 meia entrada
Classificação: 14 anos
Vendas na bilheteria do teatro e no site www.ingressorapido.com.br
Informações ao público: 31 3214-5350


Informações à imprensa: Jozane Faleiro - 31 3261.1501 / 9204.6367 – jozane@ab.inf.br

Nenhum comentário: