terça-feira, 29 de maio de 2012

GORETE MILAGRES COMEMORA 18 ANOS DA PERSONAGEM FILOMENA EM ESTREIA NACIONAL DE “FILÓdáEMPREGO.COM” EM BH




Gorete Milagres sobe aos palcos com o espetáculo que celebra os 18 anos de criação da personagem Filomena. Em “FILÓdáEMPREGO.COM”, a atriz mostra as transformações que Filó passou nos últimos anos, com direção de Eliana Fonseca e cenografia e figurinos de André Cortez. Esperta como ela só, nesses tempos de mudança, onde está mais fácil arrumar marido do que uma empregada, ela abre as portas da sua agência “Filódáemprego.com, oferecendo dicas a empregadas e patrões. “A personagem evoluiu, mas não perdeu a sua essência, a sua simplicidade, a sua pureza e o seu encanto”, enfatiza Gorete Milagres que está muito feliz em fazer a sua estreia nacional em Belo Horizonte, no mesmo local onde tudo começou. A estreia nacional ocorre no dia 1º de junho, no Teatro Dom Silvério, em Belo Horizonte, permanecendo em temporada por dois finais de semana, até o dia 10 de junho, sempre de sexta a domingo.

Em Belo Horizonte, o espetáculo é realizado em parceria com o selo do projeto Teatro em Movimento, idealizado por Tatyana Rubim, e viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com o patrocínio da FIAT. Depois da capital mineira, o projeto segue com a montagem para Betim, fazendo única apresentação no município, no dia 16 de junho, sábado, às 20h, com entrada gratuita, na Casa de Cultura Josephina Bento.
“FILÓdáEMPREGO.COM
O texto é da própria Gorete Milagres, que sentiu a necessidade de fazer sua personagem evoluir de acordo com as tendências culturais, sociais e econômicas do país. A Filomena começou como diarista, passando a mensalista, arrumadeira, copeira, até virar governanta. E essa evolução é narrada com muito humor no espetáculo. “A percepção da necessidade da mudança foi minha. Passaram-se 18 anos e muitos fatos ocorreram. Eu queria evoluir a Filomena porque todo mundo evoluiu. A ascensão da classe C me fez pensar e comecei, há um ano, a injetar novidades nas apresentações fechadas. Era impossível, nos tempos de hoje, ficar com a Filomena, por exemplo, de dente podre. Hoje, a empregada tem empregada, quer deixar de ser doméstica e virar balconista, atendente, recepcionista, ela acha mais chique. A profissão está mais respeitada, inclusive com melhorias na Lei que a representa. Então, tratei os dentes, melhorei a barriga, fui mesclando o texto antigo com um pouco do novo, até chegar ao roteiro final, completamente diferenciado. No teste, a mudança de visual e a saúde da personagem não interferiram na aceitabilidade do público”, lembra Gorete.

Já governanta, vendo as patroas brigarem pelos seus serviços, a Filó passa um mês em cada casa, com a finalidade de ensinar os serviços para as empregadas. Muitas vezes ela percebe que tem que substituí-las. Mas como? Onde encontrar alguém de confiança e boa de serviço? Da vida real para o palco, diante da dificuldade de se conseguir uma empregada doméstica, Filomena abre sua agência de emprego virtual, a “FILÓdáEMPREGO.COM”. Ela ganha um Iphone da patroa, cria um e-mail e começa a se conectar, à sua maneira, às novidades do mundo virtual e empresarial. E, como governanta muito solicitada em várias casas, de diferentes cidades do país, aonde ela chega, se propõe a fazer um evento para selecionar empregadas. E a peça é o evento de Filó. Só que ela não tem preparo para fazer eventos e muito menos para ser palestrante, para falar em público, mas faz tudo do seu jeito, achando que está arrasando. E nessa seleção surgem as mais inusitadas perguntas para as empregadas, como: se é hipocondríaca, se é preguiçosa e por aí vai. Filó também decide que a patroa também deve ser entrevistada e quer saber: se ela faz barulho na hora de dormir, se é bipolar, se é viciada em remédio. E, na peça, o tempo todo o telefone toca. É a patroa que a contratou na cidade, que quer saber onde ela está, falar do trabalho. E a contratante da Filó é uma personalidade conhecida de todos na cidade.  “Como já é recorrente em minhas apresentações, ocorre completa interatividade com a plateia. Na peça, todos são empregados ou patrões. Vira uma diversão”, explica Gorete Milagres. Na entrada do espetáculo as pessoas recebem um papel e são convidadas a registrar algum causo e entregar para a produção. A história pode aparecer na próxima sessão. A ideia é ir substituindo as histórias, mantendo sempre um frescor nas apresentações.

Direção
Pela primeira vez, Gorete Milagres convidou alguém para dirigi-la. “Sempre fiz tudo em meus espetáculos, desde a produção. Mas desta vez queria dar uma atenção maior à montagem, é um momento especial de minha carreira. Por isso, convidei a Eliane Fonseca para a direção. Ela foi minha redatora no programa “Ó Coitado”, no SBT, e, na peça, fez também a supervisão do texto”, diz Gorete.

A diretora conta que já conhecer a personagem Filomena foi essencial para o sucesso na direção da montagem. “Devido ao trabalho do seriado na TV, eu tinha completo domínio do perfil da Filomena. Já tinha muita familiaridade com a personagem e seu universo. Para comemorar esses 18 anos, foi criada uma nova concepção. Repaginamos a Filó, que evoluiu junto com sua categoria”, explica Eliana Fonseca.

Para a diretora, um dos desafios e prazeres do trabalho é a complexidade da personagem. “A Filomena tem vida própria, pensa sozinha. O bacana dessa complexidade é que ela representa uma classe muito brasileira, que evoluiu durante os anos. E isso é de uma riqueza e profundidade fantástica. A Filó é meio Macunaíma, é o Zé Grilo, nos lembra de tantos personagens que também tem a brasilidade em seu cerne. A minha dificuldade não é com a Gorete, com a atriz, é com a Filó. Isso porque a personagem cria, e é muito bom o que ela faz e fala, e é tudo muito engraçado. Ela tem um farto vocabulário e muitos casos. A dificuldade estava em tirar o excesso, porque a Filó inventa demais e tudo é muito bom. E para conseguir manter o tempo de 1h30 de peça, ritmo, desenho e estrutura, fica complicado. Tem uma hora que você fala chega, vamos fechar nisso ”, conta Eliana Fonseca. Para ela, a personagem é mais difícil de lidar do que com a atriz.  “A Gorete é interessante porque como atriz é muito completa. Tem um trabalho de corpo excelente, o tempo dramático dela é fantástico, tem total domínio cênico, o que poucos atores têm. Juntando tudo isso, a personagem complexa e uma atriz completa, vira um prato cheio para qualquer diretor, um presente para mim”, completa Eliana.

Cenário e figurino                      
Para a cenografia e o figurino, Gorete Milagres convidou o premiado cenógrafo André Cortez, que encontrou no crochê o elemento principal para mostrar a evolução da personagem, sem, no entanto, fazê-la perder a ingenuidade. “O cenário tem ideia de um lugar preparado pela Filó, com todos seus limites, mas caprichoso. Tudo se passa no evento dela, no qual ela apresenta seu novo projeto de vida, que é ser agenciadora, uma ponte entre patroa e empregada. A dificuldade era como manter o clima brejeiro e ao mesmo tempo marcar essa evolução da personagem e esse up grade que ela deu na vida. Trabalhar com a Filó é muito delicado, por ser uma personagem querida, que tem um desenho definido, era complicado mudar. O desafio é como manter a essência da personagem que já era tão forte e dá uma cara nova,” lembra Cortez. Ele conta que foi a partir de pesquisas que surgiu a ideia do crochê como referência de material, por se um produto trabalhado, que passa pela sofisticação, mas ainda consegue manter o estilo forte de brejeiro e de mineiro. “Pesquisei em cima disso e vi que o crochê permeia por todas as estações, pode estar numa casinha simples, é feito manualmente, mas inspira um pensamento mais elaborado, é feito com cuidado. A partir disso, construímos o figurino, e virou o material básico de todo o visual da peça. O crochê aparece no tapete, cobrindo os móveis, e, além disso, criamos um jogo de mesas de várias dimensões para dar um ar de arte contemporânea, mas ao mesmo tempo com a cara e o improviso da Filó. É algo construído em conjunto pelo cenógrafo e pela personagem, com toda a sua ingenuidade. O público vai encontrar a sutileza da construção e ingenuidade da Filó”, antecipa.

A mobilidade também foi um artifício pensado pelo cenógrafo. “Afora a Filó, entrou a característica da Gorete, que é uma pessoa da estrada, em que o cenário tem que ser prático e ter mobilidade para atender a necessidade de locomoção da peça, porque depois de estrear nos teatros nas capitais, ela vai para os lugares mais díspares que podemos imaginar, como sempre fez ao longo destes anos”, finaliza.

Essa é a primeira vez que Gorete e André trabalham juntos, mas a admiração pelo trabalho um do outro já vem de tempos. “Conheço a Gorete desde que surgiu a personagem, assistindo como plateia as apresentações do FIT em BH, na década de 90. E, agora, é um prazer participar desse projeto comemorativo. Nosso trabalho foi em parceria. Teria que ser coletivo porque a personagem Filomena é como uma entidade, que merece todo o tato, o tempo toda estávamos nessa linha de equilíbrio entre o ingênuo e o naife , o inteligente e o sofisticado”, revela Cortez.

Gorete Milagres conta que o convite a André Cortez veio pela admiração que tem pelo trabalho dele. “Meu cuidado era tirar o tom de stand up da Filó. Ela é uma personagem teatral que merecia uma atenção no cenário e luz. Eu já faço tudo sempre e dessa vez queria diferente. O André é mineiro, gosta da Filó e é talentoso. O processo de criação foi coletivo, mas ele entregou a proposta perfeita com o crochê, porque mudar o figurino da Filó era muito arriscado e cair na mesmice era fácil ”, diz Gorete.

 Serviço Belo Horizonte
“FILÓdáEMPREGO.COM, com Gorete Milagres

Datas e horários: 01 a 03 de junho / 08 a 10 de junho – sextas e sábados às 21h e domingos às 19h
Ingressos antecipados: R$ 30,00 inteira – R$ 15,00 meia entrada
Ingressos no dia: R$ 40,00 inteira - R$ 20,00 meia entrada
Local: Teatro Dom Silvério (Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi)- Belo Horizonte/MG
Informações: (31) 21915700

VENDAS SINPARC
Preço: R$ 12,00 – VALOR ÚNICO - No posto SINPARC (Avenida Afonso Pena, 1055 - Mercado das Flores)


Serviço Betim
“FILÓdáEMPREGO.COM, com Gorete Milagres
Data e horário: 16 de junho, sábado, às 20h
Local: Casa de Cultura Josephina Bento - Rua Padre Osório Braga, 18, Centro – Betim
 Entrada Gratuita
Informações: (31) 3532-2911

Informações para a imprensa:
Jozane Falero / AB Comunicação (31) 3261 1501 / (31) 92046367

Nenhum comentário: